“Tive um AVC aos 32 anos”

Post
A educadora e neuropsicóloga Adriana Fóz, 48 anos, não estava acima do peso, não fumava e mantinha uma rotina saudável, com exercícios e boa alimentação. Ela jamais poderia imaginar que engrossaria as estatísticas das vítimas do derrame Por Liliane Prata “Eu tinha 32 anos e não estava acima do peso, não fumava, pelo contrário: tinha um alimentação saudável, nadava, velejava e jogava tênis. Mas, nos últimos dias, eu estava me sentindo estranha, quieta, meio triste, sem energia. E eu era do tipo que está sempre fazendo alguma coisa – trabalhava muito e vivia em atividade, sozinha, com meu marido, família ou amigos. Pensei que estava tendo uma virose e cheguei a cogitar uma gravidez, porque também me sentia enjoada. Fui ao ginecologista e a hipótese de gravidez foi descartada. Então fui a uma…
Leia mais